• Deezer Mariana Baltar
  • FanPage Mariana Baltar
  • Flickr Mariana Baltar
  • iTunes Mariana Baltar
  • SoundCloud Mariana Baltar
  • Twitter Mariana Baltar
  • Youtube Mariana Baltar
Kit Imprensa
|||
||
|
Escolha o idioma abaixo e faça o download do kit imprensa da Mariana Baltar.

Release
|||
||
|

A carioca Mariana Baltar é cantora, bailarina e coreógrafa.

Formada em Licenciatura em Dança pela Faculdade Angel Vianna-RJ, iniciou seus estudos artísticos ainda na infância, tendo formação em balé clássico, dança contemporânea e dança de salão. Envolveu-se com o samba na adolescência, quando se tornou bailarina e professora de dança de salão da Cia. Aérea de Dança, companhia nascida no Circo Voador, que pesquisava e desenvolvia o samba em moldes inovadores. Com o grupo – onde esteve por 13 anos – participou de vários espetáculos nos EUA e Europa, acompanhando artistas como Jorge Ben Jor e Zeca Pagodinho.

Seu primeiro trabalho profissional como cantora foi no projeto Gafieira Dance Brasil, criado por Paulo Moura e Cliff Korman. Mais shows pelos dois continentes. De volta ao Rio de Janeiro, Mariana integrou por cinco anos o circuito da Lapa e adjacências, tempo em que animou as noites de sábado do Centro Cultural Carioca, de onde foi sócia-fundadora.

A estreia fonográfica da cantora foi no ano de 2006, quando produziu Uma dama também quer se divertir. Além do reconhecimento do público e da imprensa, sempre com boas críticas, foi indicada ao Prêmio TIM 2007 na categoria Revelação e participou do programa Som Brasil (Rede Globo), onde dividiu o palco com Milton Nascimento. Cais (Milton Nascimento / Ronaldo Bastos) – uma das canções que interpretou no programa – faz parte de um tributo a Milton produzido por Guto Graça Mello para a EMI, lançado em 2009.

Seu segundo CD, Mariana Baltar, distribuído pela Biscoito Fino em 2010, é reflexo da mistura saudável entre o que há de mais novo e as preciosidades do imenso baú da música brasileira. No repertório, músicas inéditas de Thiago Amud, Edu Kneip, Zé Paulo Becker, Pedro Moraes e Mauro Aguiar e algumas regravações de compositores escolhidos a dedo, como Assis Valente e Wilson Moreira. A contemporaneidade do trabalho vai do repertório e dos arranjos ao próprio perfil da artista, cuja formação eclética passa pela dança e pelo teatro. Parte desse repertório foi mostrada em Nova Iorque, em janeiro de 2012, dentro do Projeto Música Exploratória Brasileira, no aclamado Le Poison Rouge.

Seu mais recente trabalho fonográfico celebra a parceria dos compositores Luiz Flavio Alcofra e Mauro Aguiar. A voz de Mariana, que transita com desenvoltura pelas searas do samba, do choro e da música mais moderna, caiu como uma luva para as canções-crônicas da dupla Alcofra-Aguiar. O resultado dessa parceria ímpar está no CD Tresvarios, no qual Baltar canta 14 temas da nova dupla de compositores, passeando por samba, choro, valsa, marcha-rancho, fox, e canção. No show – que leva o nome do CD e foi considerado pelo crítico belga Daniel Achedjian como um dos 10 melhores de 2013 (eixo Rio-São Paulo) – Mariana faz uso de recursos cênicos do teatro e da dança, incrementando os processos de comunicação com o público no ato de interpretar canções inéditas.

Com ampla experiência na área de teatro musical, atuou em espetáculos como Geraldo Pereira, um escurinho brasileiro, Tom & Vinicius (ambos dirigidos por Daniel Herz); Império (direção de Miguel Falabella) e Ary Barroso – Do princípio ao fim (direção de Diogo Vilella).

Na área de direção de movimento em música, assina a direção cênica do grupo PianOrquestra. No teatro, seus trabalhos mais recentes como coreógrafa foram nas seguintes montagens: Jardim Secreto (espetáculo infantil dirigido por Rafaela Amado) e Mulheres do Brasil (musical dirigido por Sérgio Módena e Gustavo Wabner).